domingo, 12 de julho de 2009

Botafogo e Roberto Carlos


O dia de sábado, pode-se dizer, foi feliz. À tarde-noite, o Botafogo, mesmo sem jogar a bola que todos nós gostamos, derrotou o Avaí e escapou, pelo menos momentaneamente, da lista dos quatro que serão rebaixados em 2010. E à noite, apesar da chuva, Roberto Carlos – não o jogador mas o cantor – empolgou o Maracanã com um belo show em homenagem a seus 50 anos de carreira. Não me considero um fã de Roberto Carlos, mas suas músicas sempre me remetem a tempos mais felizes e de menos responsabilidades. Foi, em sua maioria, o período em que trabalhei em Bloch Editores, trabalhando em diversas revistas e ganhando um dinheiro que me permitiu comprar meu primeiro carro, um Volkswagen.

É verdade que o Botafogo ganhou a partida em jogadas de bola parada e que, no segundo tempo, deixou um buraco na defesa, pelo lado direito, por onde um tal de Roberto deitou em rolou. Não sei como Ney Franco não percebeu a estratégia adversária. Graças a ela, tomamos um gol e não fosse a segura atuação do goleiro uruguaio Castillo, tomaríamos outros.

Particularmente, não gostei da dupla de ataque Victor Simões e André Lima. A rigor, os dois não levaram o menor perigo à defesa adversária. E Reinaldo, que entrou quase no final, não fez rigorosamente nada. É verdade que era sua primeira partida, após muito tempo. Mas está fora de forma.

Falta muito para que o Campeonato Brasileiro termine. Mas confesso que esse Botafogo está muito longe do Botafogo do Campeonato Carioca, mesmo derrotado nos pênaltis pelo Simpaticíssimo. Mas uma vitória – a segunda, apenas – não pode ser contestada.

Vamos ver o que o treinador vai fazer nos próximos jogos, até porque Victor Simões e André Lima não corresponderam como dupla de ataque. Um detalhe: gostei do uniforme preto (detesto o branco), até porque é ele que figura nos estatutos como segunda opção. Ou então o Botafogo cria um novo, cinza, talvez, para não repetir aquele branco medonho que usou no jogo contra o Atlético Mineiro.

Hoje, domingo, vou ficar por aqui. Estou na expectativa de escrever um novo livro sobre o Botafogo e isso tem me preocupado muito.

6 comentários:

Luiz Rogério disse...

Roberto,

Ótima notícia a sua sobre a possibilidade de escrever um novo livro sobre o Botafogo!

Ontem valeu pela vitória!

Gostei do André Lima, mostrou que veio para ajudar! Um detalhe interessante que merece ser ressaltado, o cara não treinou uma semana sequer com seu companheiro de ataque e mesmo assim buscou as jogadas, fez uma belíssima tabela com o Renato.

O Castillo foi muito bem,merece ser titular!

Forte abraço.

Saudações Alvinegras!!!

Luiz Rogério

Aurelio disse...

Caro Roberto Porto:
Não tenho nada contra o Uniforme Branco e não acho-o medonho, ao contrário.Já vi fotos muitos interessantes dos anos 70 onde o Glorioso ostentava a camisa branca, que atualmente de diferente só tem o "Liquigás" e a logomarca da Fila.
Não implique tanto com o uniforme branco, mestre! Este é o pedido de um amigo Botafoguense.
Tenho em meus arquivos algumas belas fotos do Glorioso de branco, como esta dos anos 80:
http://i29.tinypic.com/348j59k.jpg

Não é feia, poxa, pensa bem!
Foto do Bentinho, em 1997, contra o "Basco":
http://i27.tinypic.com/25kln5e.jpg
E esta foto dos anos 70?
http://i30.tinypic.com/124veo8.jpg

Aliás, acho que esta merecia ser colocada em uma postagem do seu blog, por ter o velho PC Caju nela.
Abraços,
Aurelio

Chico da Kombi, disse...

###

Gloriosas Saudações Alvinegras.

FORÇA FOGÃO, segundona NÃO!

###

Helvécio Jr. disse...

Salve Porto,

Meu primeiro carro foi um Volkswagem também. (fusca)

Sou capixaba como o Roberto Carlos.

E também não gosto do Botafogo jogando de Branco. Deixa isso para o Santos. (vice em 95)

abraços,

Helvécio.

Álan leite disse...

Porto,
Sei que um novo "book" de suas mão será um novo "Best Seller", se precisar de alguma coisa, tipo fotos, do amigo, estarei feliz em contribuir. Sei que és a enciclopédia, mas de repente!
SAN!!!!!!!!!!!!!!!
http://fogo-blog.blogspot.com/

Saulo disse...

É, Roberto Porto. Não estamos bem. O time não tem um padrão de jogo, está mal taticamente e fisicamente.
O elenco é pobre, mas é essa a nossa realidade.
Existe uma pergunta que vários botafoguenses fazem várias vezes.
Até quando o Botafogo vai brilhar?
Uma pergunta que é difícil encontrar a resposta.
Visitem: saulobotafogo.blogspot.com