quarta-feira, 21 de abril de 2010

Tetra-vice é o baralho!!!


Depois de destruir a cabine da UPP (Unidade da Polícia Pacificadora) instalada na sede da Gávea, os adeptos do COB (Clube mais Odiado do Brasil) decidiram criar um cartaz para tripudiar sobre os torcedores do Glorioso. Certos da vitória e da conquista inédita (para eles, claro) do tetracampeonato carioca, criaram um cartaz para ser espalhado pela cidade do Rio de Janeiro: tetra-vice. Meu amigo e parceiro César Oliveira descobriu e ele mesmo, com a criatividade de sempre, demonstrou que tetra existe sim, nos baralhos espalhados pelas casas da cidade: Valete, Dama, Rei e Ás. E hoje, neste blog campeão carioca de 2010, passo para os leitores a idéia sórdida daqueles que não esperavam que o Botafogo lhes aplicasse mais uma porrada em final. Tetra é unicamente o Alvinegro, campeão de 1932-1933-1934-1935.

A situação na Gávea é tão grave que até Zico (lembram-se do pênalti perdido contra a França em 1986?) apareceu por lá para dar uma força aos freqüentadores de favelas e doador de motos para a mãe (?) de traficante. Foi uma visita de consolo, claro, porque na última decisão de que participou contra o Botafogo (1989) acabou substituído mais tarde para não testemunhar no final a derrota que surgiu com o gol de Maurício. Não desgosto de Zico, que foi um belo jogador, mas sua ida ao Clube de Fragatas da Beira da Lagoa (CFBL) foi um desperdício. Um desperdício e um risco, pois se misturou a uma corja e poderia até (quem sabe?) ser assaltado na entrada ou na saída do crube (é assim mesmo, crube). Fiquei com pena do ex-Galinho.

Da mesma maneira fico penalizado com a ex-nadadora Patrícia Amorim, que pegou uma gigantesca fria pela proa. Os jogadores andam tendo pesadelos, principalmente com o gol enlouquecido de El Loco Abreu e o pênalti defendido pelo excelente Jefferson. E pior: andam com medo de enfrentar a fúria arrebatadora de Herrera, que poderia partir para cima dos adversários ao invés de atacar o árbitro. Principalmente o covardaço microcéfalo Bruno, que agrediu um aposentado no Chile, o sóbrio sérvio Petkovic, que só pode jogar cinco minutos antes de retornar à sua cadeira de rodas. Logo ele, Petkovic, que num passado distante, fez muito pelo crube.

E ontem, pela televisão, assisti à formatura de milhares de policiais militares, que trabalharão em UPPs. E está nos planos do secretário de segurança tornar a instalar na Favela do Urubu, na Beira da Lagoa, uma nova unidade para evitar possíveis tumultos, assaltos e evitar que jogadores do crube sigam participando de bailes funks em locais ainda dominados pelo tráfico de drogas. Tudo vai depender das prioridades do governo estadual, nas mãos do vascaíno Sérgio Cabral, filho do grande jornalista e meu ex-companheiro de O Globo, Sérgio Cabral. De saída, aviso que não quero dar palpites. Por mim, o clima de bagunça generalizada pode prosseguir na Gávea.

(*) Ontem à noite tive a honra de receber um telefonema do presidente do Botafogo Maurício Assumpção, que me parabenizou pelo título conquistado. Rebati na hora: ‘Maurício, não ganhei nada, rigorosamente nada. Quem ganhou e merece felicitações é você e o grupo que levou o Botafogo ao título de 2010’. Telefone desligado, me lembrei dos 100 anos da conquista de 1910, num time do qual participava o heróico zagueiro Dinorah Cândido de Assis, mesmo com uma bala encravada no pescoço, fruto de um duelo mortal entre seu irmão, Dilermando, e o escritor Euclides da Cunha. Dinorah, gaúcho, foi ficando paraplégico e suicidou-se aos 24 anos na águas do Rio Guaíba. A vitória em 2010 é também uma homenagem a este herói alvinegro, que nada tinha a ver com a rivalidade Dilermando-Euclides.

(**) Por fim, um abraço campeão aos leitores deste meu modesto blog, que anda perto de chegar a 100 mil visitas. Obrigado a todos que seguem me acompanhando.

(***) Essa história, rigorosamente verídica, ocorreu com Paulo César Lima, que se transferiu para o crube em 1972. Quando acabou seu primeiro treino com os urubus, voltou ao estacionamento e verificou que seu carro tinha sido roubado. É mole ou querem mais?

7 comentários:

Dig disse...

Genial.
Obrigado por nos ajudar a lavar a alma.
Carlos

CLÉTO MARTINS disse...

De 2006 p/ cá, o BFR disputou tudo no Rio. Ganhou turnos e campeonatos. Jamais houve supremacia do oponente, em 2007, 2008 e 2009. É só analisar os fatos com transparência e lealdade. É difícil p/ uma criança enxergar, mas o Bebeto de Freitas lutou de forma espetacular contra os opositores do Botafogo, opositores da étca, e da moral. O Bebeto de Freitas projetou e executou esta nossa estrutura 2010. . Parabéns ao Bebeto de Freitas pelos serviços prestados. Parabéns ao Maurício Assumpção que apesar de um aprendiz do mundo esportivo, tem consigo, a ética, a moral e a inteligência de um verdadeiro Botafoguense. O Maurício Assumpção , com muita competência, conseguiu colocar a folha de pagamento em dia, está oxigenando as estruturas diversas do BFR, e campeão estadual 2010. O Maurício Assumpção está prometendo a grande jogada de sua administração, e credibilidade p/ isso ele conquistou. O Bebeto de Freitas encerrou o seu mandato, com um BFR muito melhor que o seu antecessor deixou. O Maurício Assumpção está prometendo encerrar o seu mandato, com um BFR muito melhor que o Bebeto de Freitas deixou. Esse crescimento é tudo que o BFR precisa p/ retomar sua Trajetória de Glórias do Passado e é isso que aterroriza os urubus.

Saudações Gloriosas!
Cléto Martins.

Eduardo disse...

Robertao, estou rindo ate agora dessas ultimas três crônicas - mais do que simples posts, sao crônicas de lavar a alma do povo eleito da Estrela Solitária - falando de nossos carmas históricos. Primeiro, o povo tricolor, inspiração para a fundação do Botafogo, devidamente despachado de maneira heróica.
Depois, chegou a vez deles, o bando vermelho e preto, que vai passar décadas sonhando com o tetra que nao veio. E que vitoria!!!! A destacar, a dupla Mercosul, autora dos dois gols. E que maravilha, nas duas cobranças, humilhante o "rei dos pênaltis". enfim, agora 'e reforçar mais o time, quem sabe com outro sul-americano, para podermos brigar pelo Brasileiro.

Dig disse...

Roberto,
Estou lançando a idéia para que o gol de Gomes do Caracas ontem contra o coisa ruim, seja merecedor de uma placa no Maracanã.
saudações campeãs.
Carlos

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Passo aqui pelo menos duas vezes por dia, à espera de novas postagens. Sei que seu tempo é pequeno, o que torna suas postagens mais preciosas.

Com a renovação do Jefferson, hoje, mantivemos "a muralha". Precisamos manter o Papai Joel. Quem sabe, no brasileirão, tenhamos mais sossego?

SDS

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Impasse Livre disse...

fantástica vitória, para acabar de vez com a molambada e sua em~´afioa. apesar de vascaíno, vibrei muito com o bota de joel e loco Abreu. Feliz da vida. agora de casa nova, na 1440 am, de layout novo e de rurl nova. Preciso da opinião do mestre Roberto! apareça por lá e deixe as suas im,pressões. e como estamos na ra´dfio livre na rua do mercado as quartas e domingos fica o convite para aparecer por lá e nos dar aulas de radio jornalismo.,ok? abs, leandro