sexta-feira, 23 de abril de 2010

Urubu ao espeto, para quem gosta de assados


Diante do Clube de Urubu – situado onde já foi a Favela do Pinto – o Botafogo de Futebol e Regatas completou cinco mil partidas, desde sua fundação a 12 de agosto de 1904. Para os que gostam de números, são supersticiosos ou querem um palpite para o jogo do bicho (que continua rolando solto pela cidade), vamos lá: quando entra em campo, o Glorioso tem 74,46% de chances de não perder, com 50,34% de vitórias e 24,12% de empates. O percentual de derrotas, em 106 anos de existência – inúmeras vezes prejudicado pelos árbitros – é de apenas de 25,54%. E, domingo passado, como mostra o desenho do excelente caricaturista Ique (botafoguense, claro), Joel enfiou o espeto no rabo do urubu e o assou devidamente, como todos nós esperávamos.

E fiquei sabendo de um detalhe curioso: rigorosamente livre das superstições alvinegras, o argentino Herrera – mesmo sem saber que seria expulso pelo árbitro – comprou uma passagem para Buenos Aires para a noite do próprio domingo, certo da vitória sobre o Clube do Urubu. Já o uruguaio Loco Abreu – que cobrou o pênalti mais inusitado que já presenciei num jogo decisivo – havia deixado as malas prontas para viajar com a família para Búzios, que ele queria conhecer. Não posso dizer o mesmo de mim. Supersticioso ao extremo, amando o Botafogo acima de todas as coisas, tomei uma série de ‘providências’ que, infelizmente, não posso revelar.

Não sei ainda, ao escrever essas linhas, quais foram as providências da presidente do Clube do Urubu, Patrícia Amorim, no departamento de futebol do crube. Mas as coisas não andam boas para o chamado Império do Mal, integrado por Adriano da Chatuba, Vágner Rocinha Love e outros menos votados. Por falar em Adriano da Chatuba, gostei de assistir pela televisão (ESPN Brasil) a ironia da comentarista Soninha, analisando a frase do Imperador Balofo de que, ‘vez por outra, é bom dar uns tabefes numa mulher’. É óbvio que o Balofo estava se referindo ao barraco que sua ‘namorada’ armou quando o surpreendeu num baile funk, bem antes da decisão.

O importante, nisso tudo, é que o Botafogo de Futebol e Regatas sagrou-se novamente campeão, justamente em cima do Urubu, que, alisando suas penas fedidas, sonhava em conquistar um inédito tetracampeonato. Tetra que só o Glorioso tem no futebol carioca, em 1932-1933-1934-1935. E o curioso nisso tudo é que o apelido de Urubu – adotado com amor pelo crube – foi dado por um botafoguense, o saudoso Otacílio Batista do Nascimento, que ficou famoso no Rio, já na década de 50, com o apelido de Tarzã. Mas Tarzã se foi alegre, pois estive com ele logo após a conquista de 1989, quando o Alvinegro também abateu a tiros a medonha ave de rapina.

Daqui deste modesto espaço, quero agradecer os e-mails que recebi de botafoguenses que me acompanham no blog, sempre postado pela amiga Malu Cabral, ela, sim, uma alvinegra de corpo e alma e que passa o ano inteiro defendendo o Glorioso em seu blogspot. Por fim, fiquei feliz ao saber que meu neto, Rafael Porto, chegando aos 11 anos, estava presente à nossa vitória, vestindo a camisa da estrela solitária. E não posso esquecer-me de meu sobrinho Bruno Porto, em Xangai, que foi pai pela primeira vez às vésperas de assarmos o urubu. O pequeno Artur é mais um representante da família Porto, como meu filho, Roby, meus irmãos Carlos e Maurício, e outro sobrinho Pedro. Ninguém calará esse nosso amor.

3 comentários:

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Pois é: será que o Joel treinará o Flamengo? Espero que não. Não estou pronto para essa decepção.

Ética é zero: lá vem o Flamengo melar o shopp do Glorioso.

Camila Augusta disse...

Amigo Porto, peço desculpas por não ter comparecido aqui antes para lhe dar os parabéns! Ando muito enrolada com as aulas e a pesquisa.
Somos campeões!!! Só dá nós!
Escrevo após chegar do Engenhão, daquela bonita festa ... Nossa torcida é demais!
Saudações muito felizes!

Igor sausmikat disse...

Estavamos precisando de um título pouco importa se depois no brasileirão a situação possa ser no sofrimento total.Mas é muita calma nessa hora e sem dar uma de soberba chegaremos todos lá.
e Ninguém cala esse nosso amor pelo o fogão que tenho orgulho de torcer e não tem como esconder.
abraço Porto
Igor
meu blog: http://igoresportes.blogspot.com/