segunda-feira, 5 de julho de 2010

Uma geração mais do que bisonha


Esta foto, de meu arquivo particular, é da Seleção Brasileira que derrotou a Itália por 2 a 1, em 1978, e conquistou o terceiro lugar na Copa do Mundo da Argentina. Para os mais novos, vou identificar: em pé, da esquerda para a direita, estão Nelinho, Leão, Oscar, Amaral, Batista e Rodrigues Neto; agachados, na mesma ordem, Búfalo Gil, Toninho Cerezzo, Jorge Mendonça, Roberto Dinamite e Zico. Como jogava esse time dirigido por meu amigo Cláudio Coutinho (1939-1981)? Leão, Nelinho, Oscar, Amaral e Rodrigues Neto; Batista, Cerezzo, Jorge Mendonça e Zico; Búfalo Gil e Dinamite. Agora faço a pergunta: faltava craque nessa equipe de Cláudio Coutinho?

Evidentemente que faltava. Um ou outro podia ser substituído, claro. Mas era o que o futebol brasileiro tinha de melhor naquela época, já tão distante. Agora torno a fazer outra pergunta: por que certo jornal carioca – em campanha aberta contra Dunga – afirma, em manchete, que Luiz Felipe Scollari nunca teve medo de selecionar craques? E eu mesmo respondo: simplesmente porque a geração de jogadores da época de Luiz Felipe Scollari – pentacampeão mundial em 2002 na Copa do Japão e Coréia do Sul – era melhor e dotada de profissionais mais talentosos. Já a geração de Dunga fez o que fez na África do Sul: venceu os mais fracos (Coréia do Sul, Costa do Marfim e Chile), empatou com Portugal e perdeu com justiça para a Holanda.

Não tenho a menor pretensão de defender Dunga, a quem nem conheço. Mas fazer campanha aberta contra ele é uma coisa injusta. Por que, torno a interrogar, ninguém fez campanha contra Telê Santana da Silva (1931-2006), outro que fez uma sólida amizade comigo? Telê perdeu duas Copas do Mundo (1982 e 1986), sendo que em 1982 montou um time quase espetacular: Valdir Peres, Leandro, Oscar, Luisinho e Júnior Capacete; Cerezo, Falcão, Sócrates e Zico; Serginho e Éder. Fora Valdir Peres e Serginho, só contava com craques. Até Éder jogava um bolão na Copa da Espanha. E Carlos Alberto Parreira, em 2006? E Mário Jorge Lobo Zagallo em 1974 e 1998? A rigor, só dois técnicos perderam finais de Copas do Mundo: Flávio Costa (1906-1999) e Zagallo. Um em pleno Maracanã, o outro na França, para o time de Zidane.

Mas há uma explicação para tudo. A CBF, de Ricardo Teixeira, queria que Dunga privilegiasse – prejudicando outras empresas jornalísticas – o grande império de comunicação do Brasil. E Dunga, com seu temperamento irascível, o desobedeceu. O desobedeceu, não tinha time – aliás tinha um time bisonho – e foi demitido pela Internet. Ele e toda a comissão técnica. Vamos torcer pelo Brasil, claro, somos brasileiros. Mas não vamos nos juntar à críticas sem sentido. Dunga é teimoso? É. Pode não ser bom técnico? Pode. Mas vamos olhar para a bisonha geração de jogadores que ele teve à sua disposição, principalmente no meio de campo.

Em minhas colunas na ESPN Brasil – sede em São Paulo – escrevi logo de saída que a Seleção Brasileira poderia aspirar no máximo um terceiro lugar. Errei. Foi eliminada diante do primeiro adversário forte que enfrentou. Nos comentários à essa minha coluna (mais de 50 telespectadores) fui apoiado mas também fui chamado de impatriota. Como posso ser patriota vendo um time jogar tão mal, com jogadores tão bisonhos e sem a menor criatividade? Tenham todos muita paciência, mas até a Argentina, tida e havida como o escrete dos escretes, tomou um sacode da Alemanha.

Agora, sem muitas esperanças, torço para o Uruguai, do botafoguense Loco Abreu. Mas a verdade é que a final deve ser Holanda x Alemanha.

Me cobrem isso, por favor.

5 comentários:

Armando Moya disse...

Botafogo volta a jogar e eu atualizo o blog.

www.botafoguense7.blogspot.com/

Abraços
SA

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Ando preocupado. Leonardo na Seleção? É bom moço, mas e a experiência? Estou ficando sem ânimo.

Abraços!

Chico da Kombi, disse...

###

Caro Porto,
A culpa pela eliminação do Brasil na Copa é de quem inventou Dunga como treinador de futebol.
Dunga é inocente. Felipe Melo é inocente. Julio Cesar já foi perdoado pelo frango histórico e também é inocente...
A culpa é do Imperador Ricardo Teixeira, que há quase meio século manda e desmanda no futebol brasileiro.
FORA Ricardo Teixeira!
Eleições Diretas na CBF, JÁ!
:o)))

Força Celeste Olímpica!

Loco 13 neles!

Gloriosas Saudações Alvinegras.

###

Luis disse...

Caro Porto,
O cara que está na foto lá na ponta esquerda é o Dirceu ,que inclusive acho que marcou o primeiro gol e depois teve o gol do Nelinho
O bravo galinho Zico (que perdeu 3 cpoas) já estava barrado ,se não, acho que perderiam o terceiro lugar também

Um abraço
Eduardo Barquette (aquele que te mandou as fotos da vergonhosa falta do Marco Antonio no Ubirajara)

Sandro Viero disse...

Correto. Dunga fez o que precisava, se bem ou mal, não sabemos. Parreira levou todos os "gênios" e tb não levou. Dunga com erros e acertos foi bem!