terça-feira, 21 de abril de 2009

Esse Botafogo tinha pelo menos raça


Vocês, meus leitores habituais – como a jovem radialista Thayssa Roberta, da Rádio Globo, certamente não conhecem esse time do Botafogo de 1955. Apesar das presenças de Nílton Santos e Garrincha, foi uma das piores equipes que o Glorioso armou em muitos anos. Basta dizer que não se classificou para o terceiro turno, sendo superado pelo modesto Bonsucesso.

Mas vamos às identificações do grupo.

De pé, da esquerda para a direita, estão Thomé, Nílton Santos, Orlando Maia, Juvenal, Bob (Robert James Neil) e Lugano.

Agachados, na mesma ordem: Garrincha, Gato, Paulo Omena, Casnock e João Carlos (que foi um astro no América).

Como jogava esse time? Lugano, Orlando Maia, Antônio Correia Thomé e Nílton dos Santos (seu verdadeiro nome); Bob, Juvenal e Paulo Omena; João Carlos, Gato e Casnock. Pois bem. Tenho a mais absoluta e concreta das certezas de que esse projeto de time – depois que o clube vendeu Dino e Vinícius para a Itália – teria um comportamento mais profissional e corajoso daquele bando que perdeu a Taça Rio, para o Flamengo, assistindo ao Clube da Beira da Lagoa dar uma exibição de gala.

O time, repito, era ruim, sem entrosamento, mas seus jogadores botavam a alma pela boca em defesa da camisa da estrela solitária, como faziam Juvenal Francisco Dias e o já citado Bob – banido do Botafogo de maneira escrota e que não permitiu que o atleta se defendesse, na temporada de 1956. Digo isso porque conversei longamente com Bob, na redação do Jornal dos Sports – um jornal inadimplente com seus inúmeros ex-funcionários, como eu, por exemplo. Mas isso não vem ao caso. O JS está fecha-não-fecha e já sei que minha indenização foi para o espaço sideral.

Mas nunca esse time – que acompanhei com meu saudoso tio Júlio Lopes Fernandes (1898-1983) – foi covarde diante de qualquer adversário. Jamais medrou para Flamengo, Vasco, Fluminense ou América. Perdia, claro, mas seus jogadores deixavam o gramado orgulhosos da luta que demonstravam na partida. Foi o que o Botafogo de Ney Franco fez domingo. Assistiu de maneira privilegiada – pois que estavam em campo – ao passeio que o Flamengo deu, mesmo levando-se em conta o gol contra.

Sei muito bem que sou considerado pessimista. Mas vejo futebol há mais de seis décadas e sei quando um time entrega o ouro ao bandido. Foi o que o Botafogo fez. Não jogou rigorosamente nada e nem demonstrou vontade de jogar. Como sou mordido de cobra, nem penso em pintar no Maracanã – Maurício Assumpção que me desculpe. Mas para ver uma equipe covarde, amedrontada, assustada com os gritos da torcida do Clube da Beira da Lagoa, eu não vou.

Não vou para não ficar mais puto (perdoem a expressão, mas é a que cabe) com esse Botafogo covarde e sem personalidade. Estou pensando seriamente em dar um tempo ao Botafogo.
E fazer como meu amigo Luiz Carlos Albuquerque, apaixonado com eu, torcer para o Botafogo não disputar mais finais. A última vitoriosa vai completar 20 anos. Mas aquele time era um time de machos. Não um time de frouxos – exceção que faço a um único jogador: Leandro Guerreiro.
Seja o que os deuses do futebol quiserem. Assim espero.

19 comentários:

Marcus disse...

Esses jogadores sao todos uns FDP !! O mulambo sem vergonha do Reinaldo ainda fica cobrando presença da torcida...

Como pode o presidente do clube ficar pedindo para a torcida comparecer e o time faz isso? E o presidente nao faz nada depois...

VERGONHA !

Antônio Maués disse...

Ilustre AMIGO (isso se vc me permitir) realmente tem uma hora que fica difícil, eu como todos os Flamenguistas já passamos por essa situação, infelismente AMIGO em nenhum time do mundo, nenhum jogador joga mais por Paixão e Amor ao time ou pelo menos com singela VONTADE DE VENCER, são raros os jogadosres que fazem isso.
Ilustre AMIGO ROBERTO, hoje o que nos resta, a nos pobres, apaixonados e sofredores torcedores por nossos times, (cada qual com o seu cada qual) se não aguentar e rezar e pedir a DEUS que nos dê força e saúde para aguentar esse malas, pianos, guarda roupa e qualquer adjetivo que vc quiser usar.
1 abraço e fique com DEUS.

amaues1@hotmail.com
Manaus/Amazonas

Gleysson Pessali disse...

Eu não vi os dribles de garrincha e nem a maestria de Nilton Santos.Mas em minha infância logo descobri que eu seria mesmo Botafoguense.
Lembro de meu pai e eu assistindo a final do Brasileiro de 1995 tendo um grito de Campeão preso na garganta.
Vi meu Botafogo ser campeão e isso sacramentou minha paixão.Comprei livros com historias de nossos ídolos e aprendi a amar o Glorioso pela sua rica história...Hoje com 21 anos, vejo o Botafogo sendo esmagado pela mulambada sem qualquer poder de reação...Mais um ano em que o Bota perde para o Fla.E como ficam as crianças que torcem pelo Bota?Logo, logo veremos nossa torcida tornar-se pequena pois as crianças de hj não possuem exemplos vencedores para sacramentar a paixão.
Falta raça, falta identificação com a camisa.
Sobra desgosto e revolta nos corações de todos Botafoguenses espalhados pelo mundo.
Parabéns Roberto Porto pela sua imensa colaboração no resgate de nossa história!
Mas não dá para ter ânimo com esse Botafogo que nem de longe honra o seu passado glorioso.

Grande abraço a todos.

Gleysson/Guarapari-E.S

Anônimo disse...

O pior é saber que o Botafogo está pagando os salários rigorosamente em dia e o time da Gávea deve dois meses aos seus atletas.

Gloriosas Saudações Alvinegras.

Hilario Muylaert disse...

Roberto Porto,
Chega de mensagens saudosistas e com cheiro de derrotismo.
Vamos focar o presente, e olhar prá frente........ futuro......
Hora inapropriada para essas mensagens.

Vamos discutir nossas possibilidades de vitória nos próximos 2 domingos, particularmente o do dia 26.
Faça uma análise, ou coisa do gênero, do time atual do Botafogo, dos seus oponentes, do Flamengo.......etcetcetc....
CHEGA DE LAMURIAÇÕES !!!!!!!!!!!
VAMOS PARTIR PRÁ CIMA DO FLAMENGO, E VENCER !!!!!!!!!!!!!

Camila Augusta disse...

Vamos partir para cima do Flamengo sim! Mas não acho que seja saudosismo, caro Hilário. É a história do nosso Glorioso, que é sempre aqui, bem lembrada, retratada pelo nosso ammigo Porto.
Querido amigo Porto, não vamos perder as esperanças uma vez mais!!!
Beijos

Anônimo disse...

Oi Roberto!
Obrigada pela lembrança! Meu pai vai ficar todo feliz por ler o Thayssa "Roberta". O nome composto foi em homenagem a ele, que é Roberto como vc. Infelizmente, torce para o Clube da Beira da Lagoa, ao contrário de nós dois... =D
Apagão total no último jogo. Meu irmão disse uma coisa certa: os botafoguenses têm que ficar tranquilos pq jogar pior do que aquilo lá vai ser difícil...
Beijos e tudo de bom,
Thayssa.

Gil disse...

Mestre Porto,
Mesmo que seja internamente o nosso Presidente, que vem acertando tudo, precisa cobrar dignidade dos caras que vestem o nosso manto.
É incompreensível o que esse caras fizeram no último jogo.
Concordo contigo e o único que demonstra identificação com o clube, torcida e história é o Leandro Guerreiro. Acrescentaria o Renan.

Abs e Sds, BOTAFOGUENSES!!!

snoopy em p/b disse...

penso exatamente igual a você, porto.
esse time atual é um time de frouxos e framenguistas.
o reinaldo e o victor simões vão ter que jogar muita bola para calar minha boca.
estão ipatingando o botafogo e o maurício assumpção está permitindo isso.

fora ney franco urgentemente!!!
um abraço!

Daniel Dix disse...

Porto, você está brincando!!!! Exibição de gala do Falmengo???? Isso realmente foi demais para o meu coração alvinegro.

Antonio Gomes disse...

Caros botafoguenses,

A espessura da história do Botafogo é muito maior do que esses últimos vinte anos. E é justamente isto o que o nosso Roberto Porto faz-nos ver em seu blog, sobretudo aos mais moços.

Que o nosso time e a nossa torcida, nos tempos que correm, tremem (Oh!) diante do time e da torcida do Flamengo é coisa evidentíssima.

Entretanto, no passado não era assim — este blog não me deixa mentir —, e no futuro não precisa ser também.

Por isso, a responsabilidade desses jogadores é grande, muito embora, seja infinitamente menor d´aqueles que conquistaram o título de 1989, depois de um jejum de duas décadas e diante de um time de cobras.

Os heróis daquele dia memorável queriam ser heróis e o foram. Os de hoje se desejarem podem conseguir. Sim, podem.

Kurth disse...

Faço sua as minhas palavras, a vontade é de nem assitir ao jogo pela TV, sair para campo onde nem tv tem....

rapazdochapeu disse...

Concordo com o Hilário, eu mesmo que sou um pouco realista acho que agora é hora de partir para cima e tenho confiança que vamos ser campeões.

Leonel de Jesus.
Lisboa.

Anônimo disse...

CONCORDO COM O PORTO NINGUEM SEGURA O ROLO COMPRESSOR RUBRUNEGRO

Gastronomia - Luiz Aurélio disse...

Roberto, você disse tudo... Um grande abraço alvinegro....

Anônimo disse...

Roberto, concordo contigo e agradeço a resposta ao meu e-mail que enviei.
Minha gente, na ora do jogo,vamos todos emitir muita energia,pelo pensamento, para os jogadores conseguirem se superar e vencer a partida, edar um grande passo pro título. Vamos confiar nisso,POR FAVOR!!!!
Sds alvinegras.

Malu Cabral disse...

Eu acho que está havendo uma tremenda falta de respeito com o Jornalista Roberto Porto. Com a nossa enciclopédia viva do Botafogo.
Aqui, claro, é um espaço democrático, mas quererem que ele, Porto, seja outra pessoa e deixe de expressar o seu coração, vai um pouco mais além.
Vejo muitas discordâncias super válidas, super bem educadas, bem ao nível do Porto, mas vejo outras tremendamente mal educadas inclusive as vejo como uma afronta.
Como amiga do Porto e como Botafoguense, por conhecer a alma dele, por vê-lo chorar pelo Botafogo eu peço: saiam daqui os que o afrontam, nunca mais voltem. E só voltem quando souberem conviver com as diferentes opiniões. Isso aqui não é um Fórum, isso aqui é um Blog DO Roberto Porto e pediria respeito.

Pablo Peres disse...

O pior é que vemos times com jogadores do mesmo nível dos nossos se matando em campo e com menores salários,caso do Sport,do Grêmio e até mesma da Lusa.
Não consigo entender isso...Rafael Marques foi horroroso vestindo nosso manto e hj é um leão em campo pelo tricolor gaúcho.Será que está havendo acomodação e desrespeito com nossa gloriosa camisa???

MAM disse...

Querido Porto...Exibição de gala do time da beira da lagoa?
não, foi uma exibição pífia igual a nossa...apenas mostraram mais vontade em vencer..apenas isso.