segunda-feira, 8 de junho de 2009

Polícia eficiente em Recife



É óbvio ululante, como diria meu amigo Nélson Rodrigues (1912-1990) que os leitores desse alvinegro blog esperam que eu fale do Botafogo. Mas que Botafogo? Esse bando que além de perder três vezes do Flamengo (2007-2008-2009) no Campeonato Carioca anda a beira do abismo da segunda divisão do Campeonato Brasileiro? Se falo mal, como já falei mil vezes, os ‘anônimos’ da vida, covardes e sem peito de colocar seus e-mails, vão me esculachar. Se fico em cima do muro, dizem que estou protegendo Maurício Assumpção e a nova diretoria. Falar bem, é claro, não posso. Então vamos deixar o Botafogo cair tal qual um balão apagado e fica o dito pelo não dito. Perder do Fluminense foi demais para minha paciência.

No jogo do Mais Querido em Recife – o Sport passou por cima da urubolândia – quatro torcedores do Simpaticíssimo dirigiam-se ao estádio, acompanhados por um cachorro, quando a polícia pernambucana decidiu dar uma geral na rapaziada. Todos foram encostados à parede e revistados, pois pareciam armados. O pobre do cachorro, acostumado às estripulias de seus proprietários, também se enquadrou e ficou à espera da revista. Por sorte, todos foram liberados e puderam assistir ao baile que o Sport promoveu em seu estádio, virando um placar de 2 a 0 contra para 4 a 2 a favor.

Mas que a atitude do cão rubro-negro foi elogiosa, isso foi.

Quanto à Seleção Brasileira – sigo recusando-me a tocar no assunto Botafogo – deu um belo passeio em Montevidéu, no Estádio Centenário. Mesmo com a catimba de sempre, os uruguaios acabaram perdendo, com sobras, uma invencibilidade diante do Brasil que chegava a três décadas. Estive certa vez no Centenário e é realmente um alçapão. Mesmo com times inferiores à Seleção Brasileira, eles, os uruguaios, sempre foram marrentos e brigões, sustentando resultados durante tanto tempo. Agora teremos pela frente o Paraguai – velho freguês de caderno – em Recife. Tomara que o time brasileiro torne a mostrar coragem e disposição, como ocorreu diante do Uruguai. Aí estaremos próximos da classificação.

Não se esqueçam, porém, que teremos que encarar a Argentina de Maradona em Buenos Aires. E lá, com aquele povão todo aos gritos, será um osso duro de roer. Mas haveremos de conseguir um bom resultado.


(*) Em tempo: o famoso Imperador Adriano – Imperador da Vila Cruzeiro – jogou em Recife? Eu não o vi em campo.

6 comentários:

Gil disse...

Mestre Porto,

Depois eles não sabem ou não entendem o motivo do Engenhão ficar vazio ou mais vazio.

Quem vai querer ver um time invisível?
Invisível do Fahel!
Invisível do Lúcio Flávio! Invisível do Ney Fraco!
Invisível do Emerson!
Invisível, Invisível e Invisível.

Quando estivermos nas últimas rodadas, com inúmeros cálculos matemáticos e combinações para a degola eles, talvez, acordem.

Abs e Sds, BOTAFOGUENSES!!!

luizhlbarbosa disse...

Caro Roberto, tb perdi a paciência. Quanto ao imperador, sabia que ele só iria durar até o primeiro churrasco. E, como este se deu após sua estréia, o sonho acabou ali. Abs. Luiz Henrique.

Helvécio Jr. disse...

o FluminenC com um time ridículo daquele e o Botafogo consegue perder??

minha paciência já era também.

Ronaldo disse...

Porto, tive a poucos momentos, em minhas mãos, a revista Grandes Clubes Brasileiros, edição do Santos FC. Escrevo isto para, mais uma vez, dar-lhe os parabéns pela revista do nosso Botafogo: um documento muito melhor. As fotos são melhores e com descrições precisas. Os textos mais detalhados e mais apaixonados, afinal retratavam então, 68 anos de tradição muito mais rica e empolgante, quer no que se refere às conquistas do Botafogo, da riqueza da personalidade dos seus craques e de suas contribuições para a seleção. Não é sem motivo que o Botafogo continua sendo um dos assuntos mais constates da literatura do futebol, apesar dos pesares, mas este é o Botafogo. Felizmente podemos hoje contar com seu blog para continuar a revista. Um grande abraço. Ronaldo Corrêa.

Rui Moura disse...

Leia a entrevista exclusiva com Ney Franco em http://mundobotafogo.blogspot.com/

Abraços Gloriosos!

Tulio disse...

Entendo a revolta de alguns...mas acho cedo para se abrir em criticas.
Ai vão dizer tb q se esperar mais a segunda divisão é certa.
Sinceramente não vejo desta forma.Acho q devemos esperar um pouco mais,o time vem sendo reformulado desde o ano passado...a saida do Maicossuel,acho q se escreve assim,foi um duro golpe tb.
Já vejo pessoas querendo a saida do Ney...colocariamos quem?
Um pouco de calma não faria mal.Vejo e entendo o q se passa,mas um pouco de equilibrio ajudaria.
É minha opinião.
Abraços a todos.