segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

O Glorioso na reta de fazer 100 anos

Fundado a 12 de agosto de 1904, no Largo dos Leões, o Botafogo Footbal Club esperou 48 longos anos para se fundir com o Club de Regatas Botafogo, criado em primeiro de julho de 1894, na Praia de Botafogo. Segundo João Saldanha (1917-1990), essa demora de quase meio século perdurou porque o Regatas – proprietário da estrela solitária, que não é estrela e sim o planeta Vênus – estava repleto de tricolores. Por fim, a oito de dezembro de 1942, como o Regatas andava mal das pernas (ou dos remos) uniu-se ao Football, originando o Botafogo de Futebol e Regatas de hoje, que agora, em 2010, caminha para completar bem vividos (e sofridos) 68 anos de vida.

Mas e os 100 anos do apelido de O Glorioso, como surgiu?

Surgiu em 1910, quando o Botafogo Footbal Club cumpriu uma campanha excepcional no Campeonato Carioca, conquistando o título depois de golear o Fluminense por 6 a 1, a 25 de setembro daquele ano, faltando ainda uma partida a ser cumprida diante do Hadock Lobo, igualmente fuzilado por 11 a 0. O time campeão de 1910 – que recebeu o apelido de O Glorioso – está aí na foto que ilustra este blog: Coggin (os goleiros só usariam camisas diferentes a partir de 1912), Pullen e Dinorah de Assis; agachados, Rolando, Lulu e Lefèvre; e sentados, Emanoel, Abelardo, Décio, Mimi Sodré e Lauro, que tiveram 10 jogos, nove vitórias e uma única derrota.

Mas fica a pergunta: quem apelidou o Botafogo de O Glorioso?

Para Alceu Mendes de Oliveira Castro, que escreveu a bíblia alvinegra ‘O futebol no Botafogo – 1904/1950’, foi a imprensa esportiva da época. Mas ele não cita um autor. O fato é que na década de 40, o compositor (torcedor do América) Lamartine Babo (1904-1963) incorporou o apelido Glorioso no que é hoje o hino oficial do clube – que me arrepia até hoje quando por acaso o ouço – e que a torcida canta nos jogos.

Mas o Botafogo é assim mesmo, cheio de idas e vindas, muitos erros e alguns acertos e até já freqüentou a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Vocês, que me acompanham neste blog alvinegro talvez não saibam, mas o Botafogo é tão imprevisível – e até chegado à loucuras – que, após a fusão e a adoção do mais belo escudo do mundo (eleito por diversas revistas internacionais) decidiu estrear as novas camisas (já com a estrela solitária) num simples treino coletivo no dia 19 de janeiro de 1943. Pode? Pode. No Botafogo tudo pode. Por isso, Augusto Frederico Schmidt disse a Santhiago Dantas (ambos alvinegros) que o Botafogo teria a vocação do erro.

João Saldanha era mais simples. Dizia que o Botafogo é um campo e duas balizas. Com toda a sua experiência no clube, será que João Sem Medo estava errado?

Vamos agora esperar que, neste ano de 2010 que está chegando, o departamento de marketing do clube faça uma grande promoção dos 100 anos do Glorioso. Mas, por favor, não confundam os 100 anos do Glorioso com a data de fundação do clube, que já ultrapassou em muito essa data, e que a 12 de agosto estará fechando 106 anos.

E tenham todos a mais absoluta e convicta das certezas de que João Saldanha, até morrer, sempre teve certa implicância com o Regatas, apesar da bela estrela solitária, do lindo escudo que foi originado da fusão e do belo nome Botafogo de Futebol e Regatas.

O motivo: já disse acima: ele achava que o Regatas estava cheio de tricolores. E chegava a citá-los, mas não estou autorizado a revelar aqui quem era ou não era torcedor do Fluminense. Que vocês, leitores, principalmente os veteranos, tentem descobrir quem era adepto do mais que famoso Pó de Arroz das Laranjeiras.

10 comentários:

Chico da Kombi, disse...

###

Gloriosas Saudações Alvinegras!

FELIZ FOGÃO 2010!

###

Chico da Kombi, disse...

###

A gloriosa campanha do Botafogo no Carioca de 1910:

Bota 1x4 América
Bota 9x1 Riachuelo
Bota 3x1 Fluminense
Bota 7x0 Haddock Lobo
Bota 6x0 Rio Cricket
Bota 5x0 Rio Cricket
Bota 15x1 Riachuelo
Bota 3x1 América
Bota 6x1 Fluminense
Bota 11x0 Haddock Lobo

Eu te amo, Botafogo!
Sou loucamente apaixonado por ti, Fogão!

Preparar...
Apontar...
Detonar...
FOGOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO...

FELIZ FOGÃO 2010!

Abraço, Mestre Porto!

###

Novas Arenas disse...

Porto, para 2010 nossa competente e ousada diretoria ja trouxe: Renato Cajá, Léo Guerreiro (é muito guerreiro e pouco craque....), Diguinho, e Somália !!! Está bom prá vc, ou quer mais ? Abs

Gil disse...

Mestre Porto,

E 2012 QUE NÃO CHEGA!!!

Mestre como fazer para ler a bíblia alvinegra?
Por ser uma relíquia, consequentemente muito caro e pouquíssimos exemplares, existe algum meio disponível?

FELIZ 2010!

Abs e Sds, BOTAFOGUENSES!!!

Eraldo Santos Tag DF. disse...

Boa noite Roberto Porto. Esta foto do time de 1910 é emblemática. Eu tinha uma revista do Botafogo - História do Clube - de 1984 onde havia esta foto e uma outra, do Emanoel Sodré, ainda vivo, em 1975, no Maracanã, se não me engano, aos 90 anos de idade. Foi o único que vi, depois de tantos anos, em uma fotografia mais recente. Tomara que em 2010 outras Glórias semelhantes àquela façam com que esta Estrela Solitária brilhe mais que o Sol!! Saudações botafoguenses!!

Anônimo disse...

Olá, Marechal de General!

Segue as conquistas do Botafogo

PRINCIPAIS TÍTULOS (1° TIME):
1907
Campeão Carioca.
1910
Campeão Carioca.
1912
Campeão Carioca.
1930
Campeão Carioca.
1931
Campeão da Copa dos Campeões Estaduais de 1930 (Rio-SP).
1932
Campeão Carioca.
1933
Bicampeão Carioca.
1934
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Tricampeão Carioca.
1935
Tetracampeão Carioca.
1938
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
1947
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
1948
Campeão Carioca.
1951
Campeão do Triangular de Porto Alegre.
Campeão do Torneio Municipal do Rio de Janeiro.
1954
Campeão do Quadrangular Interestadual.
1957
Campeão Carioca.
1960
Campeão do Torneio Internacional da Colômbia (Quadrangular de Bogotá).
1961
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Campeão Carioca.
1962
Campeão do Pentagonal do México.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
Bicampeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Bicampeão Carioca.
1963
Campeão do Torneio de Paris.
Tricampeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
1964
Campeão do Torneio Governador Magalhães Pinto (Belo Horizonte).
Campeão do Torneio Jubileu de Ouro da Associação de Futebol (La Paz).
Campeão do Quadrangular do Suriname.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
1966
Campeão da Taça Círculo de Periódicos Esportivos (Caracas).
Campeão da Taça Carranza de Buenos Aires.
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
Campeão do Quadrangular de Teresina.
1967
Campeão do Triangular de Caracas.
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
Campeão da Taça Guanabara.
Campeão Carioca.
1968
Campeão do Hexagonal do México.
Bicampeão Carioca.
Bicampeão da Taça Guanabara.
Campeão da Taça Brasil.
1970
Campeão do Triangular de Caracas.
1974
Campeão do Torneio Independência do Brasil (Brasília).
1975
Campeão da Taça Augusto Pereira da Motta (Rio de Janeiro).
1976
Campeão da Taça José Wânder Rodrigues Mendes (Rio de Janeiro).
Campeão do Torneio Ministro Ney Braga (Manaus-Belém).
1977
Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro.
1983
Campeão do Torneio 23º Aniversário de Brasília.
1984
Campeão do Torneio de Genebra.
1985
Campeão do Torneio de Berna (Philips Cup).
1986
Campeão do Pentagonal da Costa Rica.
1988
Campeão da Taça Cidade Palma de Mallorca.
1989
Campeão da Taça Rio de Janeiro.
Campeão Carioca invicto.
1990
Campeão do Torneio da Amizade, Veracruz (México).
Bicampeão Carioca.
1993
Campeão da Copa CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol).
1994
Campeão do Triangular Eduardo Paes (RJ).
1995
Campeão do Torneio da Capital (Copa Rio).
Campeão Brasileiro.
1996
Campeão Municipal (Taça Cidade Maravilhosa).
Campeão da Copa Rio-Brasília.
Campeão da Copa President of Alaniya (Vladikavkaz).
Campeão da Taça Teresa Herrera (La Coruña).
1997
Campeão da Taça Guanabara, 12 jogos, 12 vitórias (100%).
Campeão da Taça Rio de Janeiro.
Campeão Carioca.
1998
Campeão do Torneio Rio-São Paulo.
2006
Campeão da Taça Guanabara.
Campeão Carioca.
2007
Campeão da Taça Rio de Janeiro.
2008
Campeão da Copa Peregrino (Rio de Janeiro).
Bicampeão da Taça Rio de Janeiro.
2009
Campeão da Taça Guanabara.


Saudações Botafoguenses,
Família Floriano Varanda.

Anônimo disse...

Agora, segue as conquistas do Botafogo em outras categorias ou regimes:

Primeiro Quadro de Amador (resistência ao profissionalismo – 1937 a 1944)
1942 (Campeonato Carioca)
1943 (Campeonato Carioca)
1944 (Torneio Início)
1944 (Campeonato Carioca)

Segundo Quadro/Time (1906 a 1936)
1906 (Campeonato Carioca)
1907 (Campeonato Carioca)
1909 (Campeonato Carioca)
1910 (Campeonato Carioca)
1915 (Campeonato Carioca)
1922 (Campeonato Carioca)

Aspirante/Reserva/Suplente (1941 a 1968 e 1970)
1943 (Taça Fernando Loretti)
1944 (Campeonato Carioca)
1945 (Campeonato Carioca)
1958 (Campeonato Carioca)
1959 (Campeonato Carioca)
1961 (Taça Antônio Gomes de Avellar)
1965 (Campeonato Carioca)

Terceiro Quadro/Time (1915 a 1931)
1915 (Campeonato Carioca)
1916 (Campeonato Carioca)
1920 (Campeonato Carioca)
1928 (Campeonato Carioca)
1931 (Campeonato Carioca)

Juvenil de 1920 a 1979, atual Júnior desde 1980
1920 (Campeonato Carioca)
1935 (Campeonato Carioca)
1956 (Torneio Início)
1961 (Torneio Início)
1961 (Campeonato Carioca)
1962 (Campeonato Carioca)
1963 (Campeonato Carioca)
1964 (Campeonato Carioca)
1965 (Torneio Início)
1966 (Campeonato Carioca)
1967 (Torneio Início)
1975 (Taça José Gilberto Silveira)
1977 (Taça Edmundo Bertoux)
1977 (Campeonato Carioca)
1978 (Taça Eunápio Gouveia de Queiroz)
1978 (Campeonato Carioca)
1983 (Taça Otávio Pinto Guimarães)
1994 (Taça do 2° Turno de Juniores)
1997 (Campeonato Carioca/Estadual)
1997 (Taça Otávio Pinto Guimarães)
1998 (Taça Rio)
1998 (Campeonato Carioca/Estadual)
1999 (Taça Guanabara)
1999 (Taça Belo Horizonte)
2000 (Taça Guanabara)
2000 (Taça Rio)
2000 (Campeonato Carioca/Estadual)
2001 (Taça Guanabara)
2009 (Copa Doetinchem, Holanda)

Infanto-Juvenil
1955 (Campeonato Carioca)
1957 (Campeonato Carioca)
1963 (Torneio Início)
1973 (Mundial de Croix, França)

Juvenil (Sub-17)
1989 (Copa Rio/Campeonato Brasileiro)
1990 (Copa Rio/Campeonato Brasileiro)
1992 (Copa Rio/Campeonato Brasileiro)
1997 (Copa Macaé – RJ)
1999 (Copa Rio/Campeonato Brasileiro)
2001 (Copa Nílton Santos – DF)

Infantil
1932 (Campeonato Carioca)
1933 (Campeonato Carioca)
1968 (Campeonato Carioca)
1969 (Campeonato Carioca)
1970 (Campeonato Carioca)
1982 (Campeonato Carioca/Estadual)
1987 (Copa Pelé Infantil)
1998 (I Copa Amizade Brasil-Japão)
2008 (Copa Gazetinha Nacional)
2009 (Campeonato Carioca/Estadual)

Mirim
1985 (Campeonato Carioca/Estadual)
1996 (Campeonato Carioca/Estadual)
2001 (IV Copa Ecológica Mercosul – PR)
2005 (Copa Macaé – RJ)
2007 (Copa Roberto Dinamite)

Saudações Botafoguenses,
Família Floriano Varanda.

Anônimo disse...

Olá, Marechal de General!

Mais um título para o Fogón que não está publicado na informação acima:

CAMPEONATO CARIOCA DE INFANTO-JUVENIS – 1964

Desempate do 1° lugar:
BOTAFOGO 1 x 0 MANUFATURA
Data: 20 / 01 / 1965
Local: Rua Teixeira de Castro, Rio de Janeiro
Árbitro: Josias Miranda Paulino
Assistentes: Pedro Costa e Válter Vieira Borges
Competição: Campeonato Carioca de Infanto-Juvenil
Gol: Waldemir, aos 2’ do 1° tempo
Botafogo: Carlos Henrique, Bismar, Mário César, Nei e Francisco; Denízio e Jorge; Mário, Amoroso, Waldemir e Balinha. Técnico: Neca
Manufatura: Clamir, Ivan, Amauri, Nélson e Zezinho; Sérgio e Silveira (Lima); Alcir, Valmir, Rogério (Ivo) e Esquerdo (Geraldo). Técnico: ?
Obs: Botafogo, campeão carioca de Infanto-Juvenil de 1964
Fonte: O Globo, de 21-01-1965

Saudações Alvinegras,
Família Floriano Varanda

Anônimo disse...

Olá, Marechal de General!

Mais um título para o Fogón que não está publicado na informação acima:

CAMPEONATO CARIOCA DE INFANTO-JUVENIS – 1964

Desempate do 1° lugar:
BOTAFOGO 1 x 0 MANUFATURA
Data: 20 / 01 / 1965
Local: Rua Teixeira de Castro, Rio de Janeiro
Árbitro: Josias Miranda Paulino
Assistentes: Pedro Costa e Válter Vieira Borges
Competição: Campeonato Carioca de Infanto-Juvenil
Gol: Waldemir, aos 2’ do 1° tempo
Botafogo: Carlos Henrique, Bismar, Mário César, Nei e Francisco; Denízio e Jorge; Mário, Amoroso, Waldemir e Balinha. Técnico: Neca
Manufatura: Clamir, Ivan, Amauri, Nélson e Zezinho; Sérgio e Silveira (Lima); Alcir, Valmir, Rogério (Ivo) e Esquerdo (Geraldo). Técnico: ?
Obs: Botafogo, campeão carioca de Infanto-Juvenil de 1964
Fonte: O Globo, de 21-01-1965

Saudações Alvinegras,
Família Floriano Varanda

Anônimo disse...

Genial dispatch and this enter helped me alot in my college assignement. Say thank you you on your information.