sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Um time que brilhou há 50 anos



Que tal o time desta foto? Bom ou ruim?

Eu, que assisti a ele atuar, acho que foi ótimo. Vocês querem que eu identifique as peças?

Pois vamos lá: de pé, da esquerda para a direita, Ernâni (ex-Vasco), Carlos Borges (Cacá), Jorge Perninha, Nílton dos Santos, Américo Pampolini e Ronald Alzuguir;

agachados, na mesma ordem: Garrincha, Tião Macalé, Paulo Catimba Valentim, Quarentinha e Amarildo Silveira.

O ano? 1958 (há 50 anos)

O time, ainda dirigido por João Saldanha, jogava assim: Ernâni, Cacá, Jorge Perninha, Ronald e Nílton Santos; Pampolini e Tião Macalé; Garrincha, Paulo Valentim, Quarentinha e Amarildo (Zagallo foi atingido por Jadir, ainda no Flamengo, e ficou foram do Campeonato Carioca, só retornando nas últimas rodadas, a pedido dele próprio, entre os aspirantes.

Dependendo das circunstâncias, João Saldanha (1917-1990) utilizava Neivaldo Carvalho na ponta-esquerda, um jogador dos ‘sete instrumentos’.

Escolhi esta foto por duas razões: para falar de Jorge Perninha e de Ronald Alzuguir, dentista de categoria com consultório em Copacabana.

Certa vez, na redação do Jornal do Brasil, já no prédio da Avenida Brasil, chamei João Saldanha à parte e o critiquei por escalar Jorge Perninha como zagueiro-central entre os titulares.

Para minha surpresa, João ficou irritado com minha pergunta, disse que estava sem alternativa, etc e tal, tudo isso falando alto. Percebi que ele não gostara de ser questionado e tirei meu time, caso contrário acabaríamos brigando.

João era esquentado à beça.

O caso de Ronald Alzuguir (que me emocionou ligando para mim no Natal) foi uma gozação. Pedi ao companheiro César Oliveira que levasse ao consultório do doutor Ronald uma garrafa de água sanitária. Ronald não entendeu nada. Foi quando César explicou a ele que a água sanitária era um presente meu, pois ele encerrara a carreira no Flamengo e teria que passar o líquido no corpo sempre que tomasse banho.

O motivo? Vocês sabem, claro.

Por sinal, Ronald e eu fomos convidados para dar um depoimento gravado a André Siqueira, sobre João Saldanha, no clube Marimbás. Quando nos encontramos, eu saindo e ele chegando, disse a ele:

- Doutor, não se esqueça da água sanitária...

É evidente que Ronald (outro dos ‘sete instrumentistas’) levou tudo na brincadeira. Nos aspirantes vitoriosos do Glorioso, Ronald era meio-campo, jogando ao lado de Osvaldo Rossi, que acabou indo para o Cruzeiro.

Para que vocês tenham uma idéia, nos últimos jogos da campanha de 1958, o ataque do time de aspirantes do Botafogo era Neivaldo, Rossi, Amoroso, Amarildo e Zagallo (recuperando a forma) no time de Paulo Amaral.

Apaixonado pelo Alvinegro, eu pegava o ônibus 103 no Largo do Machado, saltava perto do Instituto de Educação e ia a pé para o Maracanã assistir à preliminar. A hora dos aspirantes? ‘Esfriando o sol’, como diziam os titulares, às 13h15.

Bons tempos que estão guardados em meu coração.

5 comentários:

Edson Teramatsu disse...

Porto,
Antes de mais nada, queria agradecê-lo pela gentileza de inserir o Infogol! dentre aqueles que têm a sua indicação. Depois, quero aqui reafirmar minha admiração pelo seu texto e por essa memória privilegiada. Você voltou com todo o gás, e os posts deixam isso claro. Parabéns. E obrigado!

Pablo Peres disse...

Porto,esse time é o mesmo que disputou o triangular final do Super Super de 58? Perdemos de bobeira ao empatarmos com o Fla em 2 x 2...esse título tb era nosso,nos traria o Bi,mas...há coisas que só acontecem...

Chico da Kombi, disse...

Sucesso na casa nova, caro foguense Roberto Porto. Sempre que puder, passarei por aqui.
Gloriosas saudações alvinegras.

FORÇA FOGÃO!

Christiano Nunes disse...

Roberto,
Acho que o desafio de hoje é fazer do Engenhão a casa alvinegra, levando jogos dos juniores para abrir o jogo dos profissionais. Alguns criticam e dizem que o estádio é longe mas isso definitivamente não é desculpa.
Lá no Engenhão dá pra fazer muita coisa boa!

Saudações Alvinegras!

Papagaio [BFR] disse...

Otima mudança Roberto Porto, o blogsport é muito melhor e mais facil de acompanhar...

Saudações alvinegras.