sexta-feira, 20 de março de 2009

A história do broche estarrado


Dizem os inimigos do Glorioso alvinegro de General Severiano, que há coisas que só acontecem ao Botafogo.

Meu amigo e professor Luiz Mendes – o comentarista da palavra fácil – me revelou, certa vez, que, num passado distante, a frase incluía também o Vasco da Gama. Mas o clube de São Januário, pelos títulos invictos que conquistou na década de 40 (45,47 e 49), teve seu nome abolido da frase-ditado. Ficou apenas o do Botafogo.

E, venhamos e convenhamos, nós todos que somos botafoguenses não podemos negar que quando o broche presidencial desaparece da lapela do ex-presidente Bebeto de Freitas, os adversários alvinegros têm razão.

Como é que uma jóia que passava de presidente para presidente pode desaparecer sem deixar pistas?

Se vivo fosse, o escritor inglês Conan Doyle diria que esse seria um caso para Sherlock Holmes desvendar. E eu, que trabalhei por pouco tempo no marketing do Botafogo, sou obrigado a concordar com a fábula. Por que Maurício Assumpção não recebeu o broche que, supostamente, só poderia estar de posse de Bebeto de Freitas.

É óbvio ululante, como diria o tricolor Nélson Rodrigues (1912-1980) que o broche, por valioso que seja, não irá atrapalhar em nada a campanha do Botafogo no Campeonato Estadual de 2009.
O Botafogo, inclusive, já está classificado para decidir o título, pois conquistou de maneira insofismável a Taça Guanabara, abatendo o Resende (que fulminara o Simpaticíssimo).

Mas que é uma vergonha sem limites, isso é.

Tentei ficar afastado da discussão, mas infelizmente sou obrigado a registrá-la.

O curioso disso tudo é que certa vez, por puro gesto de elegância, passei em General Severiano e presenteei Bebeto de Freitas com o mascotinho alvinegro que está à venda na própria Fogão-Shop.

Para minha surpresa e decepção, Bebeto nem tirou o mascotinho da embalagem. Mandou chamar o advogado do clube, fora de sua sala, e entregou meu presente a ele com a ordem de verificar se a empresa tinha direito de fabricar aquele mascotinho.

De certa forma, embora decepcionado, entendi. Bebeto queria saber de tudo, da licença ou não, para comercializar o produto.

No fundo, no fundo, me pareceu um gesto de quem cuidava da imagem do eterno e amado Botafogo.

21 comentários:

CLÉTO MARTINS disse...

Caro R.Porto,
P/ quem conviveu c/ o Tio, e sabendo do grau de parentesco, fica mais fácil entender o procedimento do BF.
Quanto à questão do broche, ta mais me parecendo firula de marmanjo. O BF estava um determinado guerreiro pelo resgate da alto estima do Botafoguense. Seu 1° mandato deve ter sido um dos períodos mais difíceis de um presidente na história centenária do nosso Glorioso, com avanços heróicos. Tinha sobre seus ombros, uma avalanche de processos contrários à sobrevivência do BFR.
Maurício Assumpção, seu grande desafio é passar p/ o próximo presidente, um BFR muito melhor ao que você recebeu.
Maurício Assumpção, seu grande desafio é aumentar o número de troféus na sala do BFR.
Maurício Assumpção, seu grande desafio é melhorar a alto-estima da nação Gloriosa. È manter nossa honra intocável.
Maurício Assumpção, Rezo p/ ti como rezo por mim. Que Deus nos abençoe.
cletomartins@hotmail.com
Campo Grande / MS

Christiano Nunes disse...

O Bebeto não está sendo contestado pelo seu trabalho. Os avanços que ele conquistou foram inquestionáveis. Mas cabe aqui entender porquê algumas coisas que ele fez ao fim do mandato foram feitas de tal forma. Como: Pagar altos valores para as rescisões de contrato de seus familiares (sendo que funcionários do clube não recebiam), assim como saber porque ele preferiu renunciar dias antes da passagem do cargo, ao invés de transferir o digníssimo posto de presidente do Glorioso para o próximo mandatário, e também, porque esse mistério todo que ele faz em relação ao broche? O Bebeto parece que agora que saiu do Fogão, tudo que ele fez quando era presidente se tornou inquestionável, como se ele tivesse sido o único presidente do Botafogo, como se o Botafogo tivesse nascido quando ele assumiu a presidência. Eu acho que falta ainda ao Bebeto a hombridade de assumir em público os motivos que levaram-no a sair tão mal do clube. Porque, ao fim das contas, parece que ele saiu desta forma porque perdeu a eleição, e aí ficou triste e foi embora. Algo que não é nada democrático, afinal o grupo do Bebeto ficou muito tempo não querendo legitimar a eleição justa de Maurício Assumpção. Enfim, eu não sou contra o Bebeto, pelo contrário, vejo muitos atos positivos em sua gestão mas é que algumas coisas simplesmente são difíceis de entender. Saudações alvinegras!!!

Malu Cabral disse...

Para quem diz que o Botafogo é passado.
Para quem diz que a torcida do galo não existe outra igual
Para quem assume o galo sendo ainda presidente do Botafogo
Para quem desdenha um broche que é tradição no nosso clube por mais de 40 anos, seja ele de brilhante ou que fosse de pano.
Para quem se acha a coisa mais importante do mundo, mais importante do que o próprio Botafogo.
Para quem deixou mais de 200 mil de dívidas de parentes.
Para quem deixou funcionários de salário mínimo à míngua no meio disso por meses!
Para quem deixou um clube sem time.
Para quem deixou o Botafogo quebrado.
Para quem pisou uma unica vez em Marechal
Para quem nunca se importou com nossas divisões de base que deveria ser nosso celeiro de craques.
Quem dos deixou o legado do chororô ridículo, uma cena dantesca onde renuncia e dia seguinte vira licença.
Para quem deixou o Botafogo afogado na lama da vergonha, da incompetência, da conivência.
Para quem deixou dois "amigos" e ex-funcionários com contrato por anos, e ele saindo, obrigando a nova gestão a aceitar, mas rescindiram contrato na hora.
Para quem vilipendiou de todas as maneiras possíveis existentes o amado Botafogo, não se pode cobrar nada a não ser o que vimos nas declarações na mídia.
Para quem deixou...é melhor parar por aqui...
Esse homem tem que ser varrido do Botafogo pra toda a vida!

CLÉTO MARTINS disse...

Caro C.Nunes
Sinto em suas palavras, o foco principal de querer bem nosso querido BFR, algumas vezes tão maltratado por pessoas que entraram p/ história de gestão negra do nosso centenário Glorioso.
O BF realizou no BFR trabalhos questionáveis e inquestionáveis, o que ficou explícito foi sua inquestionáveis dedicação guerreira e vencedora ao nosso Glorioso.
Nas circunstância em que o BF assumiu o BFR, o comandante não bastava ser um cara respeitado universalmente no mundo esportivo, não bastava ser de uma Família Botafoguense Diferenciada, não bastava credenciais de um bom gestor esportivo, não bastava o amor declarado ao BFR, mas o cara tinha que ter um diferencial que é o gás que só os malucos podem gerar.
No último ano de mandato, o BF não mais estava gerando o gás necessário p/ encarar tantos desafios. Já não estava mais conseguindo motivar sua equipe. O último ano de governantes de 02 mandatos consecutivos, a motivação é muito baixa, assim como temos vários exemplos em nossas vidas. Apesar do ‘se” nada resolver, vou abusar do ‘se’. ‘Se’ o BF tivesse renunciado 12 meses antes, e ‘se’ o Maurício que assumisse a presidência, seria bom p/ o BFR e p/ o BF que estaria faturando seu salário lá no CAM a mais tempo e comemorando conquistas do Maurício e do BFR.
Graças a Deus, o Maurício está tendo tempo até p/ vistoriar Mal Hermes, e colocar a divisão de base nas prioridades de planejamento de nosso Glorioso. Que ótimo.

Muita Luz ao Maurício e muitas novas conquista ao nosso Glorioso!
cletomartins@hotmail.com
Campo Grande / MS

Anônimo disse...

Perfeito Malu!!!!

hcottas disse...

Porto,

De um botafoguense da sua classe, elegância e autenticidade, não poderia esperar outra opinião a respeito do assunto.
A fineza jocosa e sarcástica ao final da coluna foi realmente um toque de mestre, daqueles de trivela e que acabam terminando em bola na rede.

Um grande abraço !

Phoquinha disse...

Malu... não seja injusta, o Bebeto assumiu o Botafogo em situação pior. Ele cometeu muitos erros, mas também muitos acertos. Esse história do broche é mais uma pisada na bola, mas ele está, na minha opinião, entre os melhores dirigentes que vi no Botafogo. O quanto isso é carência de bons dirigentes eu não sei.

Um beijo pra você e uma abraço para os marmanjos.

Pablo Peres disse...

deixei diversos comentários criticando o Sr. bebeto de freitas no site Movimento Carlito Rocha e nenhum deles foi aceito pelo moderador.Pq será? è triste ver pessoas apegadas à política e não ao bem estar no nosso Botafogo.

JOSE WILSON disse...

PORTO,

O BEBETO É UM DOS REPONSÁVEIS PELO RESGATE DO FOGÃO É PONTO FINAL, MAS ISSO NÃO DÁ A ELE O DIREITO DE NÃO EXPLICAR TANTOS DESMANDOS NO SEU MANDATO COMO RELACIONA O COMENTÁRIO DA MALU CABRAL E EU GOSTARIA DE ACRESCENTAR MAIS UM, A ALGUNS DIAS O SITE GLOBOESPORTE.COM NOTICIOU QUE O GLORIOSO MUDARIA O SEU FORNECEDOR DE MATERIAL ESPORTIVO SEM RECEBER UM ÚNICO REAL, POR QUE A EMPRESA DASS, REPRESENTANTE DAS MARCAS: KAPPA, FILAM UMBRO ENTRE OUTRAS NO BRASIL, TEM POR CONTRATO DE MUDAR O FORNECEDOR DO ALVINEGRO SEM REMUNAR O CUBE DE GENERAL SEVERIANO ATÉ 2014.
EU ACHO QUE A EX E ATUAL ADMINISTRAÇÃO DEVERIAM EXPLICAR MELHOR ESSA RELAÇÃO QUE ME PARECE MUITO PREJUDICIAL AO NOSSO FOGÃO.

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!!!!!!!

Malu Caral disse...

Phoquinha,

Vc não sabe da missa a metade...
E não será aqui que iremos discutir isso pq será na esfera do Clube e , quem sabe, em outras.
Mas repeito vc porque vc expõe seu sentimento muito educadamente e assim um debate segue adiante.
beijo pra vc também.

Malu Cabral disse...

Pablo Peres,
Essa queixa não é só sua isolada, não...Muitas pessoas reclamam.
O Blog é moderado e se falar que o Bebeto tem uma pinta no nariz, eles não publicam.
Publicam dos mesmos amigos...Esses podem.
Seria muito mas sério se publicassem, pois daria credibilidade ao Blog que perde exatamente por isso.
Lá só escrevem os mesmos.
Mulher de malandro é assim..Foram traídos, apanhanharam e voltam...
Todos eles negaram o episódio do broche numa veemência ridícula, pra no fim o Bebeto vir na mídia dizer que recebeu o broche, mas nao se lembra do que aconteceu depois.E isso todo todo mundo sabia.
São coniventes, protegem erros, descalabros, perderam o "poder" que era a única coisa importante pra eles e isso ficou provado: "Se não tenho o cargo de vice-jurício, renuncio e todos renunciam".
Lá, eles se sentem maiores que o Botafogo.
É triste...
Um beijo pra vc

Malu Cabral disse...

Dr. Cottas,

O texto do Porto foi primoroso como tudo que ele escreve..., mas os dois últimos parágrafos foram de uma sutileza ímpar!
De trivela mesmo.
beijo pra vc, Humberto.
É um enorme prazer recebê-lo aqui no Blog do Porto.

Malu Cabral disse...

José Wilson,
É que a lista é tão grande que as vezes eu até esqueço.

Olha bem. O Botafogo não vai mudar de fornecedor.A DASS é Kappa como é Fila. Porém, eles procuraram o Botafogo para colocarem a Fila no uniforme, pois a Fila ainda não tem muita visibilidade aqui no Brasil, tanto que seremos o unico a levar FILA no uniforme. Em contrato consta que eles podem fazer isso sem perguntar nada. Porém o Botafogo pediu que se fizessem doação de cestas básicas para os funcionários do Botafogo.
DASS é Kappa que é FILA.Nada muda...
Abraços
Malu

Malu Cabral disse...

Ah, o mais importante:O erro foi o Bebeto ter feito um contrato até 2014 sem deixar o novo presidente optar, caso quisesse, por uma outra marca.Eis aí uma séria questão e muito estranha, enfim, o que parte dele nada é estranho.

Fernando Basto disse...

O 'Engôdo-de-freitas' foi o PIOR Presidente da historia do Glorioso Botafogo de Futebol e Regatas. Pra quem já o conhecia de longa data, as suas 2 péssimas gestões, foram um verdadeiro DESASTRE, para o Botafogo e nós, pobres torcedores, é que tivemos (e teremos) que pagar a conta ! Sou inteiramente a favor que se abra um processo (baseado numa auditoria transparente e séria), contra esse péssimo ex-presidente do BFR !

Luiz Rogério disse...

Roberto,

Ótimo texto!

O último parágrafo foi sensacional!

Malu, parabéns pela coragem e determinação em defender o nosso clube do coração.

Independente de ser o Bebeto ou outra pessoa que estiver com a honra de presidir o Botafogo de Futebol e Regatas, penso que houve erro, este erro tem que ser apurado e culpado responsabilizado na esfera administrativa do próprio clube e em outras, tendo em vista o teor do que for apurado.

Concordo com o fato do 1º mandato ter sido considerado no geral um bom mandato, mas desde essa época o ego e concentração de poder no mandatário maior contaminavam o seu mandato.

Bebeto teve méritos e deméritos na minha humilde opinião, assim como tantos outros ex-presidentes, mas não gostei da forma como ele saiu do clube.

Não passar a presidência para o Maurício foi muito feio, para não dizer coisa pior neste respeitável espaço.

Valeu Malu! Força!

Abraço em todos.

Saudações Alvinegras!!!

Luiz Rogério

Malu Cabral disse...

salve, Luiz Rogério!
A luta continua...Foram seis anos e não conseguimos nos livra dele.
Mas a reunião do CD será uma data histórica!
E a luta vai continuar...
Obrigada pelo rconhecimento e pela força!
Um beijo
Malu

Rafa disse...

Eu discordo um pouco de determinados comentários que foram colocados aqui. Não penso que Bebeto tenha sido o pior presidente da história do BFR, principalmente se levado em conta um clube que já teve Mauro Ney Palmeiro à frente de sua gestão. Particularmente concordo em boa parte com os comentários da Phoquinha e do Christiano Nunes. Acho que um presidente que pegou o BFR no estado deplorável que se encontrava, que o reestruturou em vários pontos, que conseguiu o patrocínio de maior arrecadação financeira da história do clube, que procurou pagar as enormes dívidas e que ainda nos deu o estádio mais moderno da América Latina tem muitos méritos. Da mesma forma, penso que a questão do broche e dele ter abandonado o cargo poucos dias antes do fim do mandato são questões de pouca importância, uma vez que não passam de meras formalidades que nada irão influir na vida centenária de nosso glorioso. Por outro lado, o seu último ano de gestão e a questão de ter pago altos valores para as rescisões de contrato de seus familiares (sendo que funcionários do clube não recebiam) são aspectos a se questionar. Acho que com relação a esses pontos ele deveria sim procurar esclarecer. Saudações!

Otavio H P M Fontes disse...

Caro Roberto Porto

Cada vez mais o admiro e rspeito pela beleza e sutilidad com que vc usa as palavras. Fantástico!
Quanto ao ex presidente, eu fico imaginando o que o nosso ídolo João Saldanha faria com esse senhor!!!

Otavio Henrique P M Fontes

Eduardo disse...

Se não me engano o Bebeto recebeu o clube rebaixado sem nenhum jogador com mercado(tinhamos apenas o Almir). Os jornais da epoca diziam que o Botafogo não pagava a luz de Caio Martins ha meses, e a agua ha anos!!!
O Caio disse ha alguns dias no programa da Sportv que rebeceu apenas os 2 primeiros meses no clube, e o Sandro disse que foram 18 MESES!!!!
Mauro Ney(grande amigo do Uê), Rolim(Deus me livre), Montenegro, aquele mesmo que fez do IBOPE um instituto de pesquisa a serviço de um partido de aluguel safado e entreguista só sabem mamar no clube e manchar a imagem de quem for contra eles.
Não vou defender o Bebeto porque não sou advogado dele, mas se tiver que escolher quem deve ser lembrado pra sempre no clube e quem deve estar na cadeia, não teria duvida.
Que o Mauricio faça um belo trabalho, seria melhor se ele expulsasse a pontapés esses bandidos que dizem amar o clube mas que venderam até a mãe antes do Natal de 95
Saudades do Althemar...

Eduardo disse...

esqueci de mandar um abraço ao Roberto, que sou fã desde "os recados", ou o segura a pemba!!! de 89, guardo as colunas ainda hoje como um trofeu, disse tudo o que a torcida queria ter dito a flaprensa. Acho inclusive que aquelas colunas deveriam ser lidas por estudantes de jornalismo no começo de curso
Um grande abraço de um fã incondicional