quarta-feira, 4 de março de 2009

Que Botafogo é esse, sô?


(ao estilo de Minas Gerais)

Vamos esquecer um pouco a nossa conquista da Taça Guanabara e a irritação de Cuca? Então vamos, e que os nossos inimigos de sempre tomem o xarope bromo-cereja (vocês se recordam?) que é bom para a tosse.


Então vamos lá porque atrás vem sempre gente rubro-negra, claro.
Que Botafogo é esse gente, juntando Gérson e Didi, Garrincha, Jairzinho e Roberto? Isso não é um time, é um escrete de futebol, ou não?


Imaginem os leitores deste apaixonado blog alvinegro que esta foto me veio parar em mãos vinda da Hungria, de um torcedor, um tal István, botafoguense apaixonado. Como ele descolou essa preciosidade não sei, mas que é um timaço, isso é. Nele, é claro, percebe-se que faltam as presenças de Joel Martins, Nílton dos Santos, Mário Jorge Lobo Zagalo e Quarentinha, certo? Mas a verdade é que já surgem Jair e Roberto.


O ano, haverão de perguntar os leitores? O ano certamente é o de 1964, quando mestre Valdir Pereira (1928-2001) desistiu de encarar o Real Madri sob o boicote de Di Stéfano e retornou a General Severiano. Aliás, com Didi e Gérson, com a inacreditável camisa de mangas compridas, é quase o ataque que Nílton dos Santos sonhou, com Didi e Zizinho (1921-2002). Mas Adhemar Bebiano implicou, disse que Zizinho tentou chutar o Biriba e o sonho de Nílton se foi. Mas esse time que o húngaro achou é demais.


Na foto, pela ordem, da esquerda para a direita, de pé, estão Adevaldo, Élton, Manguinha, Zé Carlos, Paulistinha (já falecido) e Rildo; agachados, na mesma ordem, vejam o tiroteio: Garrincha, Gérson Canhota, Didi, Jair Ventura Filho e Roberto Miranda. Como jogava esse time? Fácil: Manga, Adevaldo, Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; Élton, Gérson e Didi; Garrincha, Jairzinho e Roberto. Com todo o respeito pelos ausentes, era um timaço.


O interessante, na foto do húngaro (que só pode ser tarado e ainda comemora a Taça Guanabara) é a junção de duas gerações: a de Manga, Joel (ausente), Nílton Santos (ausente) e Garrincha (presente) com os jovens Gérson, Jairzinho, Zé Carlos e Roberto, todos eles campeões pelo clube anos mais tarde.


Quanto a Adevaldo, fazia parte dos excelentes reservas, como ele mesmo e mais Paulistinha, Ronald Alzuguir, Neivaldo, Rossi, Arlindo, Édson Praça Mauá e tantos outros que me fizeram ir mais cedo ao Maracanã só para vê-los na preliminar. E já ia me esquecendo de Quarentinha, o maior artilheiro da história do clube, e daquele que sempre tenho na lembrança, pela garra, faro e coragem, Paulo Catimba Valentim.


Mas vamos apoiar os que aí estão e esquecer os que deram no pé. Os de hoje são campeões outra vez e pela quarta vez irão decidir o título. Tomara que seja contra eles. Eles quem? Vocês sabem. Vamos fazer mistério.

7 comentários:

PC disse...

caro Roberto:
Sem querer discordar dos seu conhecimentos futebolisticos que admiro muito,mas gostaria de fazer um comentário.Acho que o Didi não jogava mais no Botafogo em 64.Ele foi para o Peru em 62 logo após o inicio do carioca e em 64 ele já era treinador por aquelas bandas.Me corrija se eu estiver errado por favor.De qq forma é um time de sonhos esse ai.
abraços
PC

Eduardo disse...

Robertão, o primeiro comentário sumiu. Então vamos lá. Estou achando estranha essa foto porque Didi foi embora do Botafogo antes do final de 62. E Gérson só veio depois. Que eu me lembre, os dois não jogaram juntos no nosso superfogo. Será que essa foto não é uma espécie de time dos sonhos montado no photshop pelo húngaro pirado? Acho que só você para tirar a dúvida

Luiz Rogério disse...

Roberto,

Grande time esse da foto do húngaro!

Na boa, acho o uniforme que esta seleção de craques o mais bonito que já vi pessolamente e em fotos e vídeos do nosso amado Botafogo, o que acha?

Forte abraço e rumo ao título da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca.

Luiz Rogério

Pablo Peres disse...

A foto está correta.O Didi foi para o Sporting Cristal em 62 mas voltou e jogou alguns jogos entre 64 e 65.Gerson chegou ao BFR em 63 e portanto jogou sim ao lado de Didi.

Rodrigo Medeiros disse...

A iluminação do Manga me sugere uma montagem, mas nada entendo de fotografias... Entendo de amor ao Botafogo, e esse não tem fronteiras! =]

Fernando Lôpo disse...

Gérson já cansou de falar das coisas que aprendeu com Didi quando jogaram juntos pelo Botafogo. Diz que essa convivência foi muito importante e o fez evluir muito. Se não me engano, Gérson também faz referência a ter atuado com Didi na seleção, mas provavelmente tenha sido em pouquíssimos jogos.

Só não sabia que Didi havia jogado ainda em 1964 e 1965. Eu pensava que ele havia voltado do Peru para o São Paulo e jogado no Botafogo só em 1966.

Você sabe se ele chegou mesmo a atuar pelo São Paulo e quando encerrou a carreira de jogador em definitivo?

Anônimo disse...

Ajude as pessoas de uma lista de seis com 2real e milhares de pessoas farao o mesmo com voce!
JÁ PENÇOU QUE BOM SERIA?Mas é isso mesmo,
entre em contato e saiba como - timeismoney51@hotmail.com

Assece o link a baixo para ganhar!!!
DINHEIRO POR CORRESPONDENCIA

http://asolucaoemsuasmaos.blogspot.com/