sexta-feira, 14 de maio de 2010

Botafogo segue na frente


Graças à colaboração do leitor Sérgio Motta, que me enviou este relatório completo, o glorioso Botafogo de Futebol e Regatas segue sendo o clube que mais cedeu jogadores para uma Copa do Mundo. A convocação, recente, do técnico Dunga, alterou algumas posições no ranking, mas não a do Glorioso, que é seguido pelo São Paulo. É mais uma prova da força do Botafogo em quase todos os campeonatos mundiais e sua importância para o futebol brasileiro, desde 1930.

A foto que ilustra esta matéria é da Copa do Mundo de 1962, quando o Botafogo, a partir do terceiro jogo e com a contusão de Pelé, passou a ter nada menos do que cinco titulares na equipe que levantou a Taça Jules Rimet pela segunda vez seguida: Nílton Santos, Garrincha, Didi, Amarildo e Zagallo. Por mais que a imprensa – parte dela, é bom que se ressalte – não fale com justiça do Botafogo, os números estão aí – e os números, amigos, não mentem jamais.

Vamos aos números e observações:

1 - O São Paulo, segundo clube que mais cedeu jogadores à seleção em Copas, não teve ninguém chamado, o que não acontecia desde 1938. É isso mesmo. De 1950 até 2006, o clube paulista sempre teve atletas convocados para os Mundiais, o que não acontece agora.

2 - Com a convocação de Robinho, o Santos quebra um imenso jejum. Desde Marinho Peres e Edu, em 1974, que o clube não tinha jogadores chamados para representar a seleção em Copas. O Peixe desempatou com o Corinthians e agora está com o mesmo número do Palmeiras.

3 - Com a convocação de Kléberson, o Flamengo desempatou com o Vasco, assumindo o terceiro lugar de maneira isolada. O Vasco agora é o quarto.

4 - Para apimentar ainda mais a rivalidade Cruzeiro x Atlético-MG, o Cruzeiro, com Gilberto, desempatou e agora está na frente do Galo.

5 - O Grêmio bem que poderia ter empatado com o Inter, mas como o goleiro Victor não foi convocado, continua atrás.


O novo ranking dos clubes que mais cederam jogadores à seleção em Copas:


1º BOTAFOGO - 46 jogadores: 30: Benedicto, Pamplona, Nilo, Carvalho Leite; 34: Pedrosa, Germano, Octacílio, Canalli, Ariel, Waldyr, Martim Silveira, Carvalho Leite, Áttila; 38: Nariz, Zezé Procópio, Martim Silveira, Perácio, Patesko; 50: Nílton Santos; 54: Nílton Santos; 58: Nílton Santos, Didi, Garrincha; 62: Nílton Santos, Didi, Garrincha, Amarildo, Zagallo; 66: Manga, Rildo, Gérson, Jairzinho; 70: Paulo Cézar, Jairzinho, Roberto; 74: Marinho Chagas, Dirceu, Jairzinho; 78: Rodrigues Neto, Gil; 82: Paulo Sérgio; 86: Josimar, Alemão; 90: Mauro Galvão; 98: Gonçalves, Bebeto

2º SÃO PAULO - 42 jogadores: 50: Bauer, Rui, Noronha, Friaça; 54: Mauro, Alfredo, Bauer, Maurinho; 58: De Sordi, Mauro, Dino Sani; 62: Bellini, Jurandir; 66: Bellini, Paraná; 70: Gérson; 74: Valdir Peres, Mirandinha; 78: Valdir Peres, Chicão, Zé Sérgio; 82: Valdir Peres, Oscar, Serginho, Renato; 86: Oscar, Falcão, Müller, Careca, Silas; 90: Ricardo Rocha; 94: Müller, Cafu, Zetti, Leonardo; 98: Zé Carlos, Denílson; 02: Rogério Ceni, Belletti, Kaká; 06: Rogério Ceni, Mineiro

3º FLAMENGO - 33 jogadores: 30: Benevenuto, Moderato; 38: Walter, Domingos da Guia, Leônidas da Silva; 50: Juvenal, Bigode; 54: Dequinha, Rubens, Índio; 58: Moacir, Zagallo, Joel, Dida; 66: Paulo Henrique, Silva; 70: Brito; 74: Renato, Paulo César; 78: Toninho, Zico; 82: Leandro, Júnior, Zico; 86: Zico, Sócrates; 90: Zé Carlos, Renato Gaúcho; 94: Gilmar; 98: Zé Roberto, Júnior Baiano; 02: Juninho Paulista; 10: Kléberson

4º VASCO - 32 jogadores: 30: Brilhante, Itália, Fausto, Russinho; 38: Niginho; 50: Barbosa, Augusto, Danilo, Ely, Ademir, Chico, Alfredo, Maneca; 54: Paulinho de Almeida, Ely, Pinga; 58: Bellini, Orlando, Vavá; 66: Brito; 78: Abel, Dirceu, Roberto Dinamite; 82: Pedrinho, Roberto Dinamite; 90: Acácio, Mazinho, Bismarck, Bebeto, Tita; 94: Ricardo Rocha; 98: Carlos Germano

5º FLUMINENSE - 30 jogadores: 30: Velloso, Ivan Mariz, Fortes, Fernando Giudicelli, Preguinho; 38: Batatais, Machado, Romeu, Hércules, Tim; 50: Castilho; 54: Castilho, Veludo, Pinheiro, Didi; 58: Castilho; 62: Castilho, Jair Marinho, Altair; 66: Altair, Denílson; 70: Félix, Marco Antônio; 74: Marco Antônio; 78: Edinho, Rivellino; 82: Edinho; 86: Paulo Vítor, Branco; 94: Branco

6º PALMEIRAS - 24 jogadores: 38: Luizinho; 50: Jair, Rodrigues; 54: Rodrigues, Humberto; 58: Mazzolla; 62: Djalma Santos, Zequinha, Vavá; 66: Djalma Santos; 70: Leão, Baldocchi; 74: Leão, Luís Pereira, Alfredo, Ademir da Guia, Leivinha, César; 78: Leão, Jorge Mendonça; 86: Leão; 94: Mazinho, Zinho; 02: Marcos

6º SANTOS - 24 jogadores: 58: Zito, Pelé, Pepe; 62: Gilmar, Mauro, Zito, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe; 66: Gilmar, Orlando, Zito, Lima, Pelé, Edu; 70: Carlos Alberto, Joel, Clodoaldo, Pelé, Edu; 74: Marinho Peres, Edu; 10: Robinho

8º CORINTHIANS - 23 jogadores: 38: Jaú, Brandão, Lopes; 50: Baltazar; 54: Cabeção, Baltazar; 58: Gilmar, Oreco; 66: Garrincha; 70: Ado, Rivellino; 74: Zé Maria, Rivellino; 78: Amaral; 82: Sócrates; 86: Carlos, Édson, Casagrande; 94: Viola; 02: Dida, Vampeta, Ricardinho; 06: Ricardinho

9º CRUZEIRO - 11 jogadores: 66: Tostão; 70: Wilson Piazza, Fontana, Tostão; 74: Nelinho, Wilson Piazza; 78: Nelinho; 94: Ronaldo; 98: Dida; 02: Edílson; 10: Gilberto

10º ATLÉTICO-MG - 10 jogadores: 70: Dario; 78: Toninho Cerezo, Reinaldo; 82: Luizinho, Toninho Cerezo, Éder; 86: Edivaldo, Elzo; 98: Taffarel; 02: Gilberto Silva

11º INTER-RS - 8 jogadores: 50: Nena, Adãozinho; 74: Carpegiani, Valdomiro; 78: Batista; 82: Edevaldo; 86: Mauro Galvão; 90: Taffarel

12º GRÊMIO - 7 jogadores: 66: Alcindo; 70: Everaldo; 82: Paulo Isidoro, Batista; 86: Valdo; 02: Ânderson Polga, Luizão

13º PORTUGUESA - 6 jogadores: 54: Djalma Santos, Brandãozinho, Julinho; 58: Djalma Santos; 62: Jair da Costa; 70: Zé Maria

14º PONTE PRETA - 5 jogadores: 78: Carlos, Oscar, Polozzi; 82: Juninho, Carlos

14º SÃO CRISTÓVÃO - 5 jogadores: 30: Zé Luiz, Teóphilo, Doca; 38: Afonsinho, Roberto

16º BANGU - 4 jogadores: 50: Zizinho; 58: Zózimo; 62: Zózimo; 66: Fidélis

17º AMÉRICA-RJ - 3 jogadores: 30: Joel, Hermógenes; 38: Britto

18º YPIRANGA - 2 jogadores: 30: Oscarino, Manoelzinho

19º AMERICANO - 1 jogador: 30: Poly

19º ATLÉTICO-PR - 1 jogador: 02: Kléberson

19º GUARANI - 1 jogador: 86: Júlio César

19º PORTUGUESA SANTISTA - 1 jogador: 38: Argemiro

9 comentários:

Rodrigo Sputter disse...

Renato, ou algum frequentador do blog, me esclareça uma dúvida:
Esse Ypiranga é o daqui de Salvador/Ba?

Chico da Kombi, disse...

###

FORÇA FOGÃO!
Loco 13 neles!


\o/

###

Gil disse...

Mestre Porto,

Para reforçar o teu pensamento (e os números, amigos, não mentem jamais), segue outro pensamento: CONTRA OS NÚMEROS NÃO HÁ ARGUMENTO!
Essa frase aprendi com um gerente regional financeiro e é muito utlizada, por ele, nas cobranças por metas.

Como diz o amigo Paulo Marcelo Sampaio: A CADA NOVO DIA AMO MAIS O (NOSSO) BOTAFOGO!

Abs e Sds, BOTAFOGUENSES!!!

Ari Dias disse...

Apesar de o Fogão não mandar ninguém desde 1998, continuamos na frente, só esse fato já demonstra a grandeza da Instituição BOTAFOGO.
Torço pra que em breve possamos voltar a fornecer craques pra nossa seleção, que hoje em dia é formada principalmente por jogadores que jogam fora do país.
Botafogo sempre.
Ari Dias.

Impasse Livre disse...

Infelizmente, nobre professor...com o andar da carruagem daqui há cem anos.... esses serão os décimos pra baixo...os estrangeiros dominarão a cena.... não é mesmo?Cada vez melhor esse blog.... Sempre interessante e inteligente... Se der depois apareça e dê uma sacada no post que fiz – Em algum lugar do passado... Abração, Leandro

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

É uma pena que o Glorioso tenha parado um pouco no tempo e sofrido em razão de diversos tipos de erros e infortúnios.

Vamos em frente!

ygor disse...

É o Botafogo mesmo com esse longo tempo sem mandar jogadores para copa 12 anos continua soberando ( hhahaha 21 ao contrario)...belo post enaltecendo o Glorioso.
obs: Hoje o botafogo acabou de quebrar um jejum de 12 anos que estava sem ganhar o sp no morumbi é ( 21 ae mais uma vez) será um pressagio de coisas boas a vir ????

PCFilho disse...

Esses números demonstram a enorme diferença de TRADIÇÃO, HISTÓRIA E TAMANHO entre os 4 grandes do Rio e os outros clubes brasileiros.

Grêmio, Cruzeiro, Inter e Atlético não chegam a 10 convocações, enquanto cada carioca tem no mínimo 30.

Não dá nem pra começar a comparar.

Eduardo disse...

Essa foto da seleção é sensacional - o ataque do Botafogo, com a presença ilustre do Vavá - enquanto, de pé, o maior lateral esquerdo de todos os tempos.