terça-feira, 25 de maio de 2010

Império do Mal ataca na Itália


Parece que, finalmente, o futebol brasileiro ficará livre de Adriano, um dos integrantes do ‘urubules-manhosus’, nome científico descoberto pelo leitor Zatônio, que me dá a hora de seguir meu alvinegro blog. Particularmente, acho que ainda há no Clube da Beira da Lagoa outros elementos que deveriam ser defenestrados porque não querem nada com a hora do Brasil. Resta saber se Adriano – quase tão gordo como Ronalducho, do Corinthians, levará com ele sua ‘namorada’ Joana Machado (tinha que ser loura) para a Itália (foto dos dois aí no alto). Joana Machado é aquela ‘senhorita’ que Adriano mandou amarrar numa árvore na favela da Chatuba, porque, aos gritos e apedrejamentos, estava chamando a polícia contra os traficantes da área.

O Clube da Beira da Lagoa, que adotou o uniforme do ‘Tabajara Futebol Clube’, do programa da Globo ‘Casseta & Planeta’, está tentando levantar a cabeça depois de perder o tetra para o Botafogo de Futebol e Regatas, a 18 de abril, e ser eliminado em Santiago da Taça Libertadores pelo modesto Universidade do Chile. Aliás, uma observação: o comentarista Júnior, ao tentar justificar a derrota do CBL para o Botafogo, disse em alto e bom som que o time do Tabajara estava focado apenas na Taça Libertadores. E agora, sem Adriano, qual será o foco do urubules-manhosus?

Bruno Microcéfalo já deixou claro que quer largar o clube. Outro que acha que deveria abandonar a UPP da Gávea é o índio sioux Leonardo Moura. Mas deve haver outros que querem dar no pé da bagunça que está atormentando a bem intencionada Patrícia Amorim, presidente do crube. No jogo do crube contra um time do qual não me recordo o nome, pelo Campeonato Brasileiro, os poucos esforçados que foram ao Maracanã queriam mesmo é apedrejar o time. O que fazer de agora em diante, sem a folclórica figura do Imperador do Mal? Vágner Love já está na lista negra, depois que foi flagrado num baile funk na Rocinha, protegido pelos fuzis dos traficantes. A solução, ao que me parece, é a reformulação total do elenco após os fracassos.

Mas o que mais me impressionou nos últimos tempos – sou obrigado a confessar – foi a medonha camisa amarela e azul que o CBL usou outro dia. Quem terá tido essa idéia? Pelo que me consta, o CBL, desde que foi fundado, sempre usou a famosa camisa de encruzilhada nas competições de remo – no início do Século 20. Depois, com a chegada dos nove tricolores e a criação do departamento de futebol, veio a camisa cobra coral, com uma fina faixa branca para não misturar com o remo. Mas amarelo e azul, juro, nunca tinha visto. E as meias? Quem será o culpado? Tenho a mais absoluta certeza de que os próprios torcedores do urubules-manhosus ficaram assustados. Aliás, o escudo do remo, bonito por sinal, é vermelho e preto.

Bem, já o CBL não está mais focado na Taça Libertadores, vou parar por aqui. Admito que é um esforço descomunal falar nas mazelas do velho crube da Praia do Pinto. Mas não poderia deixar passar em branco a saída do Imperador do Mal, supostamente para a Itália. Será que lá, em Roma, provavelmente, haverá favelas para que o Imperador se abrigue quando não estiver disposto a treinar? Já estive por lá, várias vezes, e nunca vi uma. Pode ser que o Imperador alugue uma casa velha no bairro de Trastevere – onde calçadas não existem – e se esconda por lá. Quem sabe? E será que a loura vai topar essa pobreza? Só o futuro nos dirá.

5 comentários:

Ari Dias disse...

Será que a busca pela alegria de jogar e a felicidade pessoal de estar com os "amigos" da chatuba já passaram? Será que lá no Roma ele poderá treinar e jogar quando quiser como faz aqui no clube de camisa de encruzilhada? Bom, só o tempo nos dirá.
Ari Dias.
Botafogo sempre.

Chico da Kombi, disse...

###

FORÇA FOGÃO!

Edno neles!

Gloriosas Saudações Alvinegras.

###

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Às vezes penso que seria bom o Adriano continuar no ninho do Urubu. Seria possibilidade, cada dia renovada, de tumulto por lá...

Marcos Paret disse...

Boa noite.

O que acho mesmo é o que fará a Cosa Nostra, se ele tentar formar na Roma o mesmo k-ô que armou para cima do pessoal da Inter de Milão.

Será que ele volta vivo ou para isto teria que pedir ao Zico o vestido que este pediu à arrumadeira do seu crube de lá para fugir do Fisco?

Respostas aqui mesmo para o blog do R.Porto ou para o BOTAFOGO ETERNO.

http://botafogofr-paret.blogspot.com

Quão bizarro é este timeco do pano de chão, hein?

Zatonio disse...

Porto, a honra é toda minha! Gostaria de pedir sua autorização para republicar a crônica em meu blog, aproveitando dê uma olhda na crônica que fiz quando da morte de Armando Nogueira: http://zatonio.blogspot.com/2010/03/tristeza.html

Quando quiser aparecer em Niterói, será uma honra recebê-lo para um almoço Alvinegro. Sou amigo de longa data do Ricardo Baresi do Vestiário Alvinegro. Saudacões Alvinegras, sempre!